Assegurar que as crianças dormem um número de horas de sono adequado às suas idades e características individuais

Dormir menos do que o necessário também tem sido associado à obesidade infantil. As medidas de promoção de hábitos saudáveis de sono são também essenciais.

As rotinas dos contextos educativos propiciam a estrutura e organização essenciais para o estabelecimento de bons hábitos de sono. Contudo, os bebés e crianças têm necessidades e ritmos de sono diferentes. Por essa razão, a necessidade de horários e rotinas fixos associados aos cuidados para a infância pode, por vezes, entrar em conflito com as características individuais da criança. É importante conseguir um equilíbrio entre a estrutura e as necessidades individuais. Reconhecer e respeitar os sinais de sono e cansaço da criança é fulcral para o seu equilíbrio.

n  Estabelecer rotinas adequadas às necessidades de sono de cada grupo de crianças (Quadro 1). A organização previsível é essencial, mas pode ser necessário fazer pequenos ajustamentos. Por exemplo, se um grupo de crianças tende a estar muito irritável à hora da refeição, pode ser preciso ajustar o horário. Se uma criança transitou do berçário para a sala de aquisição da marcha, pode continuar a precisar de um período de repouso a meio da manhã – quinze minutos numa almofada podem fazer milagres.

n  Disponibilizar ambientes calmos e aconchegantes que convidem as crianças a dormir. Com grupos mais agitados, criar momentos de transição tranquila para o sono, como uma história, uma música de fundo ou umas festinhas a cada criança pode ajudar a alcançar o sossego. O mais importante é manter um ritual semelhante todos os dias.

n  Permitir às crianças que usem objetos de transição, como a chucha, uma fralda ou boneco durante o período de repouso. Mas atenção, depois de uma fase inicial de adaptação à instituição, as crianças devem ser encorajadas a usar esses objetos apenas para dormir ou em momentos de maior agitação (por exemplo, quando se magoam ou adoecem).

n  Evitar embalar os bebés ou crianças para dormirem. Algumas crianças precisam de mais ajuda para sossegar, mas devem ser deitadas ainda acordadas.

n  Articular com as famílias para garantir que as rotinas de casa e da instituição respondem de forma consistente às necessidades de sono da criança. Por exemplo, se de manhã a criança entra mais tarde para a instituição, os pais devem ter o cuidado de levantar a criança à hora habitual para não prejudicar a sesta. Se a criança tem de acordar muito cedo e, por isso, de adormecer muito cedo, é importante garantir que não dorme a sesta até muito tarde para não interferir com o sono da noite.

n  Reconhecer possíveis sinais de privação de sono, como a menor resistência a doenças e problemas de comportamento, como irritabilidade, impulsividade e desatenção.

Quadro 1. Horas de sono recomendadas para crianças dos 0 aos 5 anos

  IDADE

HORAS DE SONO RECOMENDADAS

<3 MESES

10,5 a 18 horas durante todo o dia

3-12 MESES

12 ou mais horas por dia

(9 a 12 horas durante a noite + 1 a 4 sestas de 30 minutos a 2 horas durante o dia).

1-3 ANOS

12 a 14 horas por dia

(10 a 12 horas durante a noite + 1 a 2 horas durante o dia).

3-5 ANOS

11 a 13 horas durante a noite.

Pode ou não dormir a sesta.

Vídeo: