Como calcular e avaliar o IMC da criança?

Para o diagnóstico do excesso de peso e da obesidade, os valores de peso e altura são transformados num indicador denominado índice de massa corporal (IMC).

Após pesar e medir a altura da criança, utilize a seguinte fórmula para calcular o seu IMC:

 

Por exemplo, se a criança tem 0,98 m de altura e 15,1 kg, o seu IMC será:

 

 

 

Para avaliar se o IMC da criança está ou não adequado terá de registá-lo no gráfico de percentis do Boletim de Saúde Infantil e Juvenil da seguinte forma:  

  1. No Boletim de Saúde Infantil e Juvenil da criança escolha o gráfico adequado para o registo: IMC 0-5 anos;
  2. Procure na linha de baixo do gráfico o ponto referente à idade da criança;
  3. Procure na linha do lado direito ou esquerdo do gráfico o ponto referente ao IMC da criança;
  4. Marque dentro do gráfico o ponto referente ao encontro do IMC com a idade da criança;
  5. Verifique na linha da direita do gráfico o percentil onde se encontra a criança.

Se observarmos a criança do exemplo, que tem um IMC de 15,73, e considerarmos que esta criança é um rapaz de 3 anos e 6 meses, no gráfico presente no Boletim de Saúde Infantil e Juvenil o ponto de encontro do seu IMC com a idade estará localizado em torno do percentil 50, conforme está demonstrado abaixo.

 

Depois de encontrar o percentil correspondente ao IMC da criança, faça uma análise e considere as seguintes situações como sinais de alerta, que podem significar um problema de saúde ou uma alimentação excessiva em relação aos níveis de atividade física da criança:

  • IMC acima do percentil 85, que indica possível risco de excesso de peso. Havendo, com o passar do tempo, tendência de aproximação do IMC ao percentil 97, considera-se risco definitivo de excesso de peso.
  • IMC acima do percentil 97, que indica excesso de peso.
  • Ganho de peso rápido, com aumento do percentil do IMC a ultrapassar linhas de percentil na direção do percentil 85. Por exemplo, passar de um percentil próximo do 25 para outro próximo do 50, do 50 para o 75, e assim por diante.

Cabe referir que um IMC abaixo do percentil 3 ou com tendência a aproximar-se do mesmo é também um sinal de alerta, mas de magreza, e merece atenção médica. 

Folhetos: