Como o aleitamento materno contribui para a prevenção da obesidade na criança?

O aleitamento materno é a forma mais natural de alimentar um bebé desde o seu nascimento. Por isso, é de esperar que uma criança devidamente amamentada com o leite da sua mãe cresça de forma ideal. Os estudos que têm sido feitos sobre o aleitamento materno comprovam esta ideia.    

Contudo, muitas pessoas acreditam que as crianças alimentadas com “leites de lata” crescem mais e melhor do que as amamentadas exclusivamente com leite materno. Mas isso é apenas um engano. De facto, a partir mais ou menos dos 3 meses, os bebés amamentados exclusivamente ao peito começam a ganhar peso de forma mais lenta e, entre os 6 e os 12 meses, tendem a pesar menos do que os bebés alimentados com leites de fórmula. Mas o mais importante é saber que este ganho de peso mais lento e gradual no início da vida pode ser muito bom para a saúde dos bebés. Diversos estudos indicam que um ganho de peso acelerado durante o primeiro ano de vida aumenta o risco de obesidade e problemas cardiovasculares no futuro.

Ainda não se sabe ao certo como o aleitamento materno exerce o seu efeito protetor contra a obesidade. Acredita-se que este crescimento mais lento e gradual proporcionado pelo aleitamento materno no início da vida esteja por detrás disso.

Vídeo: