Familiares próximos

As influências dos familiares mais próximos podem ser mais delicadas de se lidar.  

A transparência e o diálogo aberto são um caminho a seguir. Mas nem sempre será fácil conseguir a compreensão de todos, principalmente daqueles que já “criaram filhos e netos”. É necessário ter muita calma e paciência. Afinal, tudo é feito com as melhores das intenções e com amor.

Em situações pontuais que não colocam a segurança ou a saúde da criança em risco, algumas batalhas são desnecessárias e podem mesmo prejudicar a boa relação da família. Por vezes, o melhor é ignorar a situação ou desviar o assunto.

Por outro lado, há situações que podem colocar a segurança e a saúde da criança em risco, como alergias, engasgamentos e excesso de sal, doces ou gorduras. Há ainda convívios mais próximos que podem interferir com os hábitos da criança. Nestes casos, é direito e dever dos pais cuidar da saúde e da segurança do filho e decidir que hábitos alimentares querem ou não incentivar.

Qualquer que seja a forma como vai lidar com a situação, é importante não envolverem a criança nisso.