Quais são as principais medidas a adotar relativamente à atividade física?

As crianças obesas estão habituadas a grandes quantidades de alimentos e é comum que tenham dificuldade em cumprir com o plano alimentar do tratamento da obesidade. Assim, aumentar o nível de atividade física da criança obesa é fundamental para o tratamento.

A atividade física estruturada, ou seja, conduzida por profissionais competentes pode ser bastante benéfica, principalmente a partir dos 3 anos de idade. Mas é fundamental que a criança demonstre interesse e satisfação. Muitas vezes, as crianças obesas são pouco dotadas para certos desportos e cansam-se facilmente. Isso pode desmotivá-las. Os pais devem ter sempre isso em consideração e devem recorrer à ajuda de profissionais da área do desporto.  

O melhor exercício para as crianças pode ser a atividade física espontânea, ou seja, brincar ativamente: correr, saltar, jogar à bola... Atualmente é comum que as crianças fiquem privadas destas atividades por não terem espaço em casa, por terem que passar horas em carrinhos e cadeiras, por não terem oportunidades para brincar fora de casa ou, simplesmente, porque preferem ver televisão ou jogar videojogos. 

É importante que a atividade física faça parte do dia-a-dia da criança e que a criança aprenda a gostar de uma vida ativa. Algumas medidas são importantes para que isso aconteça:

  • Garantir que a criança tem, todos os dias, oportunidades para brincar de forma ativa. A partir de 1 ano de idade recomenda-se que a criança tenha liberdade para estar ativa por, pelo menos, 3 horas por dia;
  • Limitar o tempo passado em atividades sedentárias como estar no carrinho de passeio ou na cadeira do carro, ver televisão e jogar videojogos;
  • Incentivar brincadeiras ativas disponibilizando espaços seguros, brinquedos e oportunidades para brincar dentro e fora de casa;
  • Promover oportunidades de movimento com as atividades do dia-a-dia, como ir a pé para a escola, subir as escadas, ajudar nas tarefas de casa;
  • Promover momentos agradáveis de brincadeiras e atividade física em família dentro e fora de casa, onde se demonstre o prazer de brincar com a criança;
  • Levar a criança a conhecer e, caso deseje, praticar alguma atividade física estruturada: natação, dança, ginástica, ballet, futebol, ou outra modalidade que desperte o interesse da criança;

Demonstrar interesse pela atividade que a criança realiza, incentivá-la nas suas falhas e elogiá-la nas conquistas.

Vídeo: 

Folhetos: