Regra de ouro: Os pais decidem “o quê” e as crianças decidem “quanto”

Os pais são responsáveis por escolher o que oferecer às suas crianças e servir porções adequadas. Mas devem ser as crianças a decidirem se vão ou não comer e o quanto vão comer.

As crianças nascem com capacidade de comer de acordo com as suas necessidades. Os pais que querem controlar aquilo que os filhos comem ou que costumam pressioná-los para que comam mais estão a interferir com esta capacidade.

Comer quando se tem fome e parar de comer quando se está satisfeito é um hábito muito importante. Principalmente quando vivemos numa sociedade onde os alimentos e guloseimas parecem estar por toda a parte.

Confie na sua criança e ajude-a a preservar esta capacidade. Aprenda desde cedo a reconhecer e respeitar os seus sinais de fome e de que está satisfeita. Resista à tentação de pedir: “só mais uma colher para o papá!” Por outro lado, sirva um pouco mais se ela quiser. 

É claro que é preciso saber lidar com algumas situações comuns nesta fase. Muitas dúvidas vão surgir. Estamos aqui para ajudá-los.   

Sugestão…

Para cumprir o seu papel de oferecer uma alimentação saudável utilize as orientações “Alimentação saudável para crianças de 1 a 5 anos”.