Tenha persistência. Por vezes é preciso que a criança prove um alimento 10 ou mais vezes em ocasiões diferentes para passar a aceitá-lo.

O paladar educa-se e é comum que as crianças precisem de provar um alimento várias vezes antes de o aceitar.

É importante incentivar a criança a provar os alimentos. Mas atenção! Incentivar não significa obrigar. 

A melhor forma de incentivar o seu filho a experimentar os alimentos é através do exemplo, ou seja, mostrar que estes fazem parte da vossa alimentação e são apreciados por si e pelo resto da família. Mantenha o alimento na refeição da família e sirva uma pequena quantidade no prato da criança, ao lado de alimentos que ela aprecia. Incentive-a a provar, mas não a obrigue. Mais cedo ou mais tarde terá curiosidade de experimentar e poderá até pedir mais! 

Apresentar os alimentos com formas criativas e envolver a criança na preparação das refeições também pode ajudar. Além disso, se as refeições forem momentos desejados de convívio e aprendizagem e se tiver fome, estará mais disponível para experimentar novos alimentos. 

As crianças mais pequeninas, até por volta dos 3 anos, costumam ser mais resistentes. Mas, à medida que crescem, tornam-se mais recetivas à novidade.